A ASFILP – Associação dos Inspetores Fiscais de Atividades Urbanas e o SINDIFAU DF – Sindicato dos Inspetores Fiscais de Atividades Urbanas do Distrito Federal, entidades representantes dos servidores da Carreira de Fiscalização e Inspeção de Atividades Urbanas do Distrito Federal, e ainda de acordo com a Portaria nº 61, de 10 de março de 2020, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal nº 49, de 13 de março de 2020, página 5, da Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal, que instituiu a Comissão de Negociação Salarial (CNS) e revisão legal, impõe que somente os sindicatos e entidades representativas legalmente constituídas poderão participar das negociações visando à revisão salarial e melhorias para as carreiras, portanto somente o SINDIFAU-DF e a ASFILP estão habilitadas para desempenhar esse papel, assim essas entidades singulares vem por meio deste comunicado difundido nos seus canais de comunicação, manifestar a sua preocupação com os chamados “comunicados paralelos” e “fake news”, que além de manipular informações visando confundir a categoria, demonstram a má-fé e oportunismo de seus autores. 
A ASFILP e o SINDIFAU manifestam o seu repúdio a práticas dessa natureza que bem demonstram a ineficiência e ausência de credibilidade, e têm proporcionado desgastes crescentes bem como perturbando o processo de negociação em curso na Câmara Legislativa e junto ao Governo do Distrito Federal, colocando em saia justa as entidades e a classe política em razão das ideias distorcidas e belicosas divulgadas, que se opõem aos reais interesses da carreira que deveriam respeitar e defender. Assim entidades representantes dos servidores da Carreira de Fiscalização e Inspeção de Atividades Urbanas do Distrito Federal orientam aos servidores evitarem apoio e a divulgação dos “comunicados paralelos” e “fake news”, visto que têm produzido avarias que exigem maiores esforços e energia dos dirigentes para desfazer o mal disseminado com o fim de mitigar só impactos negativos nas negociações no âmbito da DF LEGAL, CLDF e GDF. Essas divulgações visam apenas inquietar as ações empreendidas pela diretoria da ASFILP e do SINDIFAU, criar expectativas e perturbar as esperanças dos servidores da carreira. Cientes dessas nefastas ações conclamamos todos os servidores que não deixem que essas ideologias ou pensamentos desestabilizem o propósito maior, afinal somos todos inspetores fiscais e colheremos no fim os mesmos resultados.